Personagens e temas

Outra observação importante é a respeito dos personagens, locais e temas das histórias. 


Algumas mostram pessoas que existem de verdade, participaram dos fatos, mas não se preocupam em deixar claro quem são, especificamente. Tente descobrir apenas a relação que tenho com os personagens (p.Ex. vizinhos, colegas de sala, professores, familiares e amigos)! 
Em algumas histórias, os nomes são substituídos por outros fictícios a fim de preservar a identidade da pessoa. Em outras, o nome real é mostrado.

Há histórias que são meras distorções dos fatos, bem como outras bastante fictícias; eu não cheguei a vivenciar, mas são passadas em lugares que existem na vida real. Exemplo disso é a do Ed. Yara, onde tudo que se passou foi inventado. Para as distorções, veja a história que o Gameboy explode, mas que até metade da mesma, tudo estava de acordo com o fato ocorrido, na vida real, que inspirou-a.

As histórias não possuem temas específicos, mas um elemento em comum, que as coloca num padrão: há sempre alguma coisa errada e isso vai ficar claro para o leitor!