30 de jun de 2011

Aveia em...

A maioria das histórias começa com Aveia em... seguido do título(que não tem nada a ver com o conteúdo, não se preocupe em associar):


A partir do segundo quadrinho da terceira página, a história foge da realidade. Como pode uma mãe ter 880 filhos? E a mãe do menino ter entrado na casa para quebrar o interfone? 
Na verdade, o menino queria mostrar um baralho novo do POKÉMON para o Pilos(nome fictício), que estava dormindo. Mas ao invés de Poke-cartas, ficou Poker. Estranho!!

Curiosamente, o menino do baralho é, atualmente, viciado em poker!

Tente entender

Começamos por um exemplo. A história em questao começa na segunda página (dia 15/2). Diferente da maioria, esta mal tem um título. Confusão total! O que parece um T na verdade é uma antena na escola se misturando ao texto. A última palavra(kolos) foi inventada, provavelmente uma permutação de loucos >> locos >> lokos >> kolos. O resto é mais legível.


Entendeu? Não? A história, no caso até estória, pois foi bastante modificada de um fato verídico, mostra uma aula transcorrendo com tranquilidade, com um aluno lendo um texto em voz alta. Um barulho surge da parede, vem da sala ao lado. É a professora da outra turma batendo no quadro e perdendo a paciência com os alunos. O resto é simples de entender. A partir daí, é claro perceber que foi tudo radicalizado!
Abaixo, temos um começo alternativo, com título, que está mais legível e pode substituir os 2 primeiros quadros da história anterior:

Objetivo do site

O objetivo desta página é de funcionar como auxiliar das edições escritas, exibindo as melhores histórias publicadas, da 4ª à mais recente edição, no caso a de 2011. Explicarei, também, o que se passa nas histórias, principalmente as mais antigas, que foram escritas sem a menor preocupação com a caligrafia e organização do texto!

Existem também as edições gravadas em áudio, descontinuadas desde 2005. O que contribuiu com seu fim foi a mudança natural da tonalidade da minha voz. Tentarei colocar trechos aqui, mas isso fica pra outra hora.